A gente não perde o prazer de cantar

“Quem não gosta de samba, bom sujeito não é.. é ruim da cabeça ou doente do pé”. Mesmo que você não curta samba, há de reconhecer a carga cultural que ele traz.
Hoje, 2 de Dezembro, é o dia Nacional do Samba.  Surgiu em 1940 para homenagear um de seus maiores nomes, Ary Barroso.  E como este blog não se chama “Samba de Gringo” a tôa, fica aí a minha homenagem para essa raíz forte da terra que eu mais amo neste mundo.
O Samba cresceu em mim com os LPs do vovô, Ary Barroso, Demônios da Garoa, Elizeth Cardoso. Enquanto eu assistia MTV na adolescência, ele dizia que “não escutava nada que não entendesse”.
– Samba como se tivesse um pano de chão nos pés, essa menina. – dizia ele, quando eu e minhas perninhas de cinco anos tentavam sambar.
Vovô era carnavalesco de alma. Saía atrás de bandinha, pulava carnaval, comprava confete e serpentina. Era malandro. E a gente saiu igualzinho.
Este documentário sobre Ary Barroso vale super a pena, tem até declarações do Tom Jobim! Tá em duas partes. Assistam.

Anúncios

Um comentário sobre “A gente não perde o prazer de cantar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s