Faça alguma coisa diferente hoje!

Eu adooooooro essas dicas! Já coloquei algumas em prática algumas vezes!!!!

Pra acabar com a mediocridade de uma terça feira…

1) No seu horário de almoço, sente-se no seu carro estacionado, coloque seus óculo escuros e aponte um secador de cabelos para os carros que passam. Veja se eles diminuem a velocidade.

2) Insista que o seu e-mail é Xena.Princesa.Guerreira@nomedaempresa.com.br ou Elvis.O.Rei@nomedaempresa.com.br

3) Sempre que alguém lhe pedir para fazer alguma coisa, pergunte se quer que batatas fritas acompanham a solicitação.

4) Encoraje seus colegas de sala para fazer uma dança de cadeiras sincronizada com você.

5) Coloque a sua lata de lixo sobre a mesa e escreva “Entrada” nela.

6) Desenvolva um estranho medo de grampeadores.

7) Coloque café descafeinado na máquina de café por três semanas. Quando todos tiverem superado o vício a cafeína, mude para expresso.

8) No canhoto de todos os seus cheques escreva “Ref. favores sexuais”.

9) Sempre que alguém lhe falar alguma coisa, responda com “isso é o que você pensa”.

10) Termine todas as suas frases com “… isso de acordo com a profecia”.

11) Ajuste a brilho do seu monitor para o nível máximo para que ele ilumine toda a área de trabalho. Insista com os outros que você gosta desse jeito.

12) Não use pontuações.

13) Sempre que possível, pule ao invés de andar.

14) Pergunte para as pessoas de que sexo elas são. Ria histericamente depois que elas responderem.

15) Quando estiver em um drive-thru, especifique que o pedido é para viagem.

16) Cante junto na ópera.

17) Vá a um recital de poemas e pergunte por que os poemas não rimam.

18) Descubra onde o seu chefe faz compras e compre exatamente as mesmas roupas. Use-as um dia depois que o seu chefe usá-las. Isso é especialmente efetivo se o seu chefe for do sexo oposto.

19) Mande e-mails para o resto da empresa para dizer o que você está fazendo. Por exemplo: “Se alguém precisar de mim, estarei no banheiro, na terceira porta, e pode entrar sem bater”.

20) Coloque uma tela de mosquitos ao redor do seu cubículo. Toque um CD com sons da floresta durante o dia inteiro.

21) Com cinco dias de antecedência, avise seus amigos que você não pode ir na festa deles porque não está no clima.

22) Ligue para o CVV e não fale nada.

Anúncios

Coisas estranhas sobre mim

  • Eu morro de medo de acabar a água potável em casa, preciso ter estoques, se não não bebo água pra economizar!!!!!
  • Adoro rabanete. Cru, com sal, com casca, com azeite, de qualquer jeito. Puxou da terra, lavou e comeu. Feliz.
  • Nunca entro no mar no primeiro dia do ano, coisa que aprendi na Bahia.
  • Sou meio hipocondríaca, levo uma bolsinha de remédios dentro da bolsa.
  • Eu nunca compro uma revista e leio. Tenho que folhear ela inteirinha antes de ler matéria por matéria. Primeiro me familiarizo com as figuras (hahahahaha).
  • Eu tenho pavor de cabelo sujo. Eu tenho que lavar meu cabelo todo dia, se não entro em paranóia e digo que tá fedendo, mesmo que todos jurem de pés juntos que cheira a shampoo.
  • Eu já fui adepta de efedrina pra malhar e juro que morro de saudades dela.
  • Odeio coisas nojentas. Quer me ver passar mal, coloca um Jack Ass na TV.
  • Meu sonho mais profundo era ser cantora.
  • Os empregos do meu sonho são ser paga pra malhar ou ser paga pra viajar, tipo apresentar programas de viagem na TV.
  • Eu choro com American Idol, XFactor e esses programas de caça-talento.
  • Às vezes eu paro no meio da rua, olho em volto e penso “meu Deus, como eu tô perdida no mundo!” e depois dou risada (isso é frequente).
  • Eu gosto (!!) de Girls Aloud.
  • Eu tenho um problema sério. Se alguém se machucar eu me sinto ruim, mas se tiver um animal no meio eu me sinto péssima. É mais forte do que eu, eu acabo me preocupando mais com o animal do que com a pessoa.
  • Dou risada sozinha, e sorrio pra estranhos.
  • Eu tô tendo cada vez mais as manias da minha mãe.

miecris

“But don´t mention the war!!”

Eu ando tão de saco cheio do meu trabalho que se não tivesse que pagar aluguel, já tinha pedido demissão há tempos.
No final da semana passada eu pensei, chega de esperar eles me darem um fim de semana de folga, vou ter que requisitar.
Acabei mandando um email pra minha gerente pedindo o fim de semana do dia 30, porque queria ir pra Londres com o meu marido e tal. Ela me disse que a outra recepcionista tinha requisitado aquele fim de semana, se não poderia ser o do dia 7. Eu disse que tudo bem.
Enfim, a rota ficou pronta e quando eu recebi, quase caí dura. A nossa rota é de duas semanas, tá. Ela começa assim: eu de folga hoje e amanhã (segunda e terça), depois trabalhando DEZ dias seguidos, pra poder ter aquele fim de semana de folga!!!
O que me deixou com mais raiva é que quando a supervisora chegou – aquela mal-comida, a que faz a rota – eu disse “valeu pelos meus dez dias seguidos”… e ela respondeu “você quis um fim de semana, é isso que se tem quando se quer o fim de semana”. Tipo, daqui a pouco se eu pedir um fim de semana os caras me jogam na masmorra????
O que é mais irritante é que essa supervisora sempre tem os fins de semana de folga, ou a maioria deles… afinal, é ela quem faz a rota!!!! E a minha gerente, que favorece ela em tudo, aprova a rota como se fosse a coisa mais normal do mundo!!!
Eu sei que essa semana vou ter que encarar a alemã Hitler e conversar com ela. Eu me recuso a fazer dez dias seguidos, com duas late-early no meio. É desumano!!! E poxa vida, eu disse pra ela que queria ir pra Londres, como ela espera que eu aproveite meu fim de semana assim! Eu vou querer é dormir!!!!
Então vai ser assim… quarta ou quinta eu vou falar com ela… se ela não resolver, eu vou fazer uma reclamação oficial pro Recursos Humanos… tem que ter alguma lei que me proteja de trabalhar tantos dias seguidos!!!!!

O mito da banheira

Pra começar este post eu tenho que voltar uns anos atrás. Na verdade, eu nunca tive banheira. Aliás, são poucos os brasileiros que têm banheira em casa.
E, por nunca ter tido, nunca precisei, nem senti falta. Me lembro da casa da minha avó e da banheira de ferro esmaltada, que só de encostar dava gangrena de tão gelada. Enchia de água quente, ela gelava em dois minutos.
Pra mim banheira era aquilo e pronto, coisa ruim.
Um dia minha prima se mudou pra São Paulo, e o banheiro dela tinha banheira. Quando ela tinha cólica, ela submergia. Acabei meio que querendo uma também, mas nunca rolou.
Sempre fui de ficar imersa, em piscina, em mar, nas aulas de natação, hidro e tal. E os dedinhos enrugados, ao contrário da Nu, são um prazer.
Quando morei aqui em 2005 a casa da avó do David tinha banheira. E eu tomava minha ducha e meu banho de banheira todos os dias. Com sais de banho, espuma, velas, música e a avó doida tentando se juntar…
Dessa vez mudamos pra um apê com o fatídico showeroom. Tem um “cubicle“, que é como eles chamam, mas pode traduzir de cubículo mesmo, porque mal cabe a gente dentro. E em cima, tem um chuveiro. Nada de se espriguiçar, nada de ficar imersa, pensando no além. Nada do marido dizer “amor, vou preparar seu banho”. Acabou-se o que era doce.
E pra Brasileiro, ok, pra que banheira né! Claro, pra que banheira quando se vive em país tropical e chuveiro e cachoeira tem a mesma temperatura???
Passe o dia fora, num frio de menos tralalá. Tá de meia calça fio 3000, jeans, bota, palmilha térmica, meia térmica, bolsa de água quente, e os ossos dóem, gritam. Como que sara? Entra na banheira.
Deu pra entender o porque que a gente quer mudar daqui, mesmo que seja pra outro igual, mas com banheira?? Acho que ando me inglesando demais da conta.

God bless

Tá. Faz seis dias que eu tô trabalhando sem parar, late, early, late, early. Acorda às 5:30, dorme depois da meia noite. Entenda bem: a mosca do cocô do cavalo do bandido, em dia de diarréia. É assim que eu me sinto.
As olheiras caem no chão, o corpo pede menos pão e mais academia, água, água, arrego.
Chego em casa ontem do tuuuuurrrrno, marido pega uma PINT* e diz “amor, faz caipirinha???” Mamãe, tão mãe nessas horas, trouxe 1 litro de piiiiiinga quando veio pra cá. Nada de 51, sagatiba, que nada. “Flor da Montanha” é o nome da bagaça, produzida no interior de São Paulo, a base de carvalho. A melhor pinga que já bebi em toda a minha indústria vital!!
Vou lá eu, cansada e querendo apertar o botão do foda-se na tampa da pinga. Faço com limão e limão siciliano, que é a combinação perfeita. Mas, prestenção, é uma PINT. Leia-se “páint”.
Não me lembro mais, mas marido disse que eu fiz outra PINT, cheinha por igual, e ainda dizia “God bless Brazil, God bless Brazil”…

*1 Imperial pint = 568.261485 millilitres

(meio litro, pros desavisados)

epint

Um dia triste

Hoje é considerado o dia mais depressivo do Reino Unido. Vê se dá pra confiar num país que tem um dia desses????

Não tem motivo, não tem explicação, passado histórico, nada. É mera estatística.
Eu bem que acordei às 5:45 com terçol, o carro quebrou, o táxi não quis me pegar na frente de casa, eu andei na chuva até ele, o cabelo espetou, o trabalho lutou com unhas e dentes pra não reembolsar meu táxi, fiz DOIS check outs durante oito horas, voltei na chuva, tropecei e deixei a chave de casa cair três vezes no chão tentando colocá-la no buraco. Se eu fosse homem já tinha perdido a guerra…
Enquanto os caras aqui choram (e eu também), o povo aí espera o carnaval…. Que diabos mesmo eu tô fazendo nesse  finzinho de mundo???

Wife swap

Acabei de assistir a um “troca de esposas” aqui que eu quis me virar do avesso e morrer de catapora!!!!!!!! MEU SENHOR, o que era aquele homem????? Nessa altura do campeonato você deve estar achando que ele era um gato. Engano, amore… o cara era um puto. Um puto com todos os Ps maiúsculos cabíveis. O Hitler encarnado em um hooligan. Imagina só.
A estória era a seguinte, o cara era casado com uma polonesa que parecia a Mortícia Adams. A menina, meu, eu tive que dar uns sopapos na TV de tanta raiva dela. Como alguém pode ser tão submissa??
Enfim, os caras tinham dois filhos juntos, um de 3 anos outro de 2. E tinha uma menina de 11 que era filha só dela, do primeiro casamento.
Pra começar a te dar uma idéia, o cara não chamava ela de “babe”, “honey”, “my love” nada. Nem pelo nome da mulher ele chamava!!!! Agora senta. Ele se referia a ela como “housewife” (dona-de-casa). Sério!!!!! O cara falava “ô housewife, o fulaninho tá com a fralda suja!”, “housewife, me traz um chá”. Desse jeito. Tá abismada?? Então continua sentada.
O cara ficava na cama de manhã enquanto a idiota levantava, arrumava as três crianças, fazia café da manhã e tudo. De repente, lá pelas 11 o cara LIGAVA do CELULAR pra mulher lá embaixo e dizia “housewife, traz meu café da manhã”. Juro por Deus. A retardada mental fazia ovos fritos, linguiça, cogumelos, típico “full english breakfast”, e levava na cama pro cidadão.
Ele continuava na cama até decidir a hora em que iria levantar. Aí ele levantava e sentava no sofá, assistindo TV. Como se não bastasse, ele dizia sem dó nem piedade “trocar fralda, lavar a louça, cuidar da casa, das crianças, é tarefa de mulher. é coisa de housewife”.
Enquanto a imbecil trocava a fralda de um, o outro chorava, a menina tava com fome e o monstro perguntando o que ia ter pro almoço. Detalhe. Não era fim de semana. O cara teve um probleminha qualquer no último emprego e machucou o tornozelo. Vivia de benefício do governo pra “deficiente físico”. Mas óbvio que ele andava tranquilamente pra lá e pra cá em casa, ainda saía à noite e deixava a Mortícia sozinha. Conheço bem essa estória de abuso de benefício, um dos meus cunhados é igual. Não pode trabalhar porque tem dor na perna, mas pode fazer mudança levantando caixa. (???)
O cara praticamente não fazia nada. Praticamente não, verdadeiramente. Absolutamente. E não deixava a anta sair de casa pra nada. Diz como que uma mulher se submete a isso???
Ele não demonstrava nenhum afeto por ninguém, nem mesmo pelos meninos pequenos, se achava a última Coca-Cola do deserto. Ainda teve a PACHORRA de dizer em rede nacional que quando ele assinou o casamento, ele assinou um atestado de que a mulher dele era propriedade dele. Isso é que o casamento significa. Ele dizia “ela faz tudo o que mulher tem que fazer e eu supervisiono, como Deus, olhando tudo de cima”. Acredite!!!!

Aaaaaaaaaaai que ódio. Me deu ânsia esse cara. Eu tentei achar uma foto dele no google pra colocar aqui de “warning”. Tipo, meninas que encontrarem ele pelas ruas inglesas, encham o cara de porrada. Mas não achei, infelizmente.

Beverly Hills 90210

Eu não sei no Brasil, mas por aqui “Barrados no baile” está voltando, com uma série novinha em folha!!!!!!! Quase vinte anos depois!!!!!!! 🙂 Tudo sangue novo, nada de Luke Perry e Jason Priestley…

http://www.cwtv.com/shows/90210