Incoerência: desabafo de uma quarta à noite

Descobri que as pessoas são completamente incoerentes. De uma incoerência falsa, superficial. Nada tem a ver com uma pequena loucura, há sanidade em todos os poros. A incoerência é apenas falsidade.
Não aguento mais superficialidade, pessoas rasas com invejável marketing pessoal. Não tenho mais saco para gente que tenta fugir de estereótipos, criando outros ainda piores. Não suporto mais cascas interessantes que escondem personalidades podres, espíritos mesquinhos sem consideração alguma. Não respeito quem brinque com sentimentos, sejam eles quais forem. Não aguento mais me apaixonar por seres humanos decepcionantes. Onde foram parar os elos das amizades de adolescência? Como se fazia isso?
Não peço muito, peço gente como eu. Que aja de acordo com o que pensa e sente, que não tenha medo de ser julgado por ser quem é. Que preze e considere os outros com suas cargas emocionais, suas dores e seus corações. Que não pisem em corações. Peço gente que saiba entender o sensível, que consiga ler as entrelinhas de um olhar. Gente que se emocione mais com o ser humano do que com um jogo de futebol. 
Peço o gesto, muito mais que as palavras. E das palavras, peço somente as honestas. Peço a sinceridade, comigo e consigo. Sejam sinceros com vocês mesmos, com o que sentem e pensam. Peço apenas o verdadeiro, a aceitação, o discernimento. Apenas diga ou faça algo para alguém, se o fizer com todo o seu coração.

O que as pessoas não percebem é que quanto mais incoerentes são, mais fracas e mal resolvidas se mostram. A coerência nada mais é do que a lapidação da personalidade; é quando mente, alma e coração querem as mesmas coisas.
Lealdade e genuinidade têm sido nobrezas raras de se encontrar no ser humano.

Anúncios

5 comentários sobre “Incoerência: desabafo de uma quarta à noite

  1. Daniel Possebon disse:

    Realmente vivemos tempos bem difíceis, com pessoas egoístas, consumistas e profundamente superficiais, em sua grande maioria. Talvez seja reconfortante reviver algumas amizades conquistadas no passado, elas sempre nos reconfortam, como a casa dos nossos pais, espero que ainda tenha as suas… melhoras!

  2. Carlos Eduardo disse:

    BOM DIA MILENA !

    estou agora vendo ” Diário de Olivier ”
    a sua participação ! — é isso ai representa mesmo os brasileiros com sua simpatia e este calor que só nós temos uaskuaskuask…. xD
    beijos !

  3. Ana disse:

    Menina, seu texto é lindo. E isso é tudo o que se quer… Mas você o que você pede é muito sim. Pra maioria das pessoas é muito. Como você mesma constatou, as coisas da ordem do ser estão raras. Porque o que move o mundo são as coisas da ordem do ter. Você vale quanto você pode consumir, não é? Mas procurando bem você sempre vai encontrar pessoas coerentes, amorosas, que se importem com você. É que pra isso você precisa apertar bem os olhos, apurar a vista e ler as letras miúdas. Aquelas que estão lá só pros mais persistentes e teimosos! Eu sou muito teimosa! Teimo em acreditar que existem muitas pessoas que fazem valer a pena a nossa existência. Tenha um bom dia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s