Mania inventada

Você é uma mania inventada, aquele livro que nunca sai da minha cabeceira.
Uma página nova que corre em letras.
Um rabisco no canto direito, uma anotação no rodapé.
Você é o meu próximo capítulo e as páginas amareladas, marcadas pelos dedos de te ler demais. Você é o cheiro de biblioteca misturado ao cheiro de tinta impressa, você é o que gruda, o que fica, você é o que eu leio, o que me digere, você é aquela sensação de sempre querer mais, o nó na garganta de chegar perto do final, você é meu prefácio escondido na dedicatória.
Você é a edição que não esgosta nunca.
Você é o que está impresso aqui dentro e eu sequer tenho algum direito reservado sobre você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s