O seu porque

Porque você me faz um bem que nem imagina, porque consegue mexer lá na parte mais crua de dentro de mim, porque apareceu na hora em que eu não podia, mas na hora em que precisava, porque me enche o estômago de frio, me arrepia a nuca, me faz perder a respiração quando mais preciso dela, porque me ensinou tanta coisa esquecida, me mostrou tantas novas paixões, porque te sinto cada vez mais dentro, porque você me arranca a casca da ferida em carne viva e faz doer de um jeito que é bom, porque você ativa todos os meus chacras ao mesmo tempo, porque eu gosto, porque eu gozo, porque você não sai da minha cabeça, não sai do meu peito, não sai do mais íntimo de mim, porque eu sinto teu cheiro no travesseiro, eu sinto teu gosto na minha língua, porque é o seu rosto que eu desenho no vazio, sua mão que eu procuro no frio, porque é o seu suor que escorre na minha pele quente, porque eu te invento, eu te reinvento a cada segundo. Porque você consegue mexer lá na parte mais crua de mim: aqui está o seu porque.

Agora se preferir, me ensina a me doar menos, a ser menos intensa, a não mergulhar no que me faz bem e a esconder meus sentimentos. Me ensina a não ser eu.

Anúncios

Um comentário sobre “O seu porque

  1. Dani Couto disse:

    Meu DEUS!!! Isso é tão intenso que nem tenho palavras suficientes… Amei, como sempre amo seus textos… Parabéns!
    um beijo,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s