Carência

Um certo tipo de carência. Uma vontade de me deitar no sofá por longas horas enquanto assisto a uma maratona de um seriado qualquer. Uma necessidade de calor de corpo, em cima de mim, na minha frente, onde quer que seja.
Queria chegar em casa toda tarde e ter alguém esperando como se não me visse há um ano. Queria respirar seu ar, sentir seu cheiro, cuidar. Preciso desse amor incondicional como fonte de vida, pois meu coração está mal acostumado. Ou bem acostumado. Preciso um amigo pra vida toda, um companheiro pro que der e vier, a minha cara metade.

Preciso de uma lambida. Estou carente de cachorro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s