Amanheceu

Cada sol em mim tem sido um pequeno martírio. As palavras não ditas ardem meus ouvidos. Os dedos desentrelaçam sutilmente das mãos e eu nem percebo. Estou sozinha e minhas pernas pesam por andar demais, e em vão, a procura de alguma coisa que faça sentido. Uma peça perdida de um quebra-cabeça que, de tão esquecida, entortou um bocado nos cantos e não encaixa mais. 

Quando foi que eu me perdi de nós?

A gente vai sorrindo por fora e trincando por dentro até o fim do dia. Mas é na cama encharcada de angústia e incertezas que a gente quebra por inteiro e não levanta mais. 

Amanheceu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s