Amor anárquico

A verdade é que somos viciados em amor. A única diferença entre mim e você é que não tenho medo dele.
É que eu não me conformo com o conformismo, meu amor é anárquico, intenso. É tempestade caindo em mim todos os dias e não tenho medo de me molhar. 
Você substitui o amor engolindo paliativos, pequenas pílulas de carinho disfarçadas. Qualquer coisa que te garanta companhia em uma tarde fria de domingo. Qualquer coisa que deite na tua cama e anestesie essa solidão. 
Eu não sei me conformar com paliativos, meu paladar distingue placebo de química. Não sei me contentar com o não-amor para encobrir o medo de ficar sozinho. Sou do tipo de gente que prefere a própria companhia à um amor placebo. Quando eu amo, eu pulo. Se eu amo, eu vou atrás.
E este também é teu medo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s