PSV Crônicas – Participe

Não resisti e escrevi pro PSV Crônicas. Tá, pra quem não sabe o PSV site é o Portfólio Sem Vergonha, um site criado pra ser uma mão na roda na vida de qualquer um começando carreira em Publicidade. Tipo de coisa que deveria ter existido quando eu era universitária e inventava briefs bestas pra minha pasta.
No PSV site, os briefs são desafios e participa quem quiser. Muito bacana.
Agora o @maurosergio, criador do site, lançou o PSV Crônicas. Mesmo esquema, mas para aquele escritor entalado na sua amídala, ou naquele calo do dedo do meio. O desafio que nasceu foi o “E se…”. Qualquer tema que comece com um “E se…”.
É, eu sou uma das juradas, por ser colunista da Casa do Galo, então considere minha participação um oops, I did it again. Café com leite, que nem quando eu era menor do que eu sou.

E se a gente não soubesse fingir?

E ele continuou a carta, apertando o lápis no papel: você me dói, você me dói como uma facada crua raspando a carne, pingando o sangue até chegar no fundo, como uma ferida antiga que não cicatriza e pulsa, pulsa pelo simples prazer de dizer que está aí. Que está aqui. Dentro. Mas não, não vou me deixar ser triste, vou beber muita vodka e te sumir de mim, me sumir de você. Vou fumar charutos e usar chapéu, vou deixar o bigode crescer. Vou comprar camisas xadrez e Levi´s 501. Vou usar sapato de bico fino e corrente no pescoço. Qualquer coisa que me faça esquecer de mim, de você, qualquer coisa que me faça esquecer de mim sem você e que invente um novo eu, um novo que nunca te viu. E o que é eu sem você… Não sei, juro que ainda não sei. Você veio e levou tudo o que eu tinha de bom, trancou os meus sentidos fora de mim. Mas eu vou, olha, veja bem, eu vou superar. A vida está aí, o sol está aí, se a vodka é café, o café é a vodka, já não sei. Só sei que você me dói, cara, você me dói pra caralho.
Apertou o lápis num rabiscado eu te amo, quebrou a ponta. Dobrou o papel, deu mais um gole na vodka, ou no café – não sei, e guardou a carta na gaveta do criado-mudo. Levantou e continuou: o sol lá fora, a escova de dentes, a chave do carro. Estava atrasado para o trabalho, tinha reunião logo cedo.

Vai lá, escreva, participe, comente, dê notas: www.psvsite.com/cronicas

Anúncios

Um comentário sobre “PSV Crônicas – Participe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s