Pedaços

Eu podia te mandar um email ou dizer tudo isso quando você abrisse a porta de casa, mas rabisco umas letras aqui na esperança de que um dia você leia. Ou não. Talvez eu apenas tenha que recolher meus cacos mais uma vez e transformá-los em palavras para, quem sabe, entender o que se passa dentro de mim. É, a minha incoerência chega a esse ponto. Escrever para ver se entendo.
Até que ponto um grande amor resiste. Até que ponto um grande amor resiste?
Não, não me faça perguntas. Não quero imaginar as respostas que assombram a minha mente. Há alguma coisa quebrada aqui dentro, e eu tenho medo de mexer na fragilidade.
Você me conhece melhor que ninguém. Sabe que não dou avisos se não puder cumpri-los. Mais uma vez, e dessa vez é a última, peço para que emende esta linha fina e faça dela uma corda de marinheiro.
Puta merda, como eu te amo. Mas não sei viver com coisas quebradas dentro de mim.
Sometimes I feel like saying Lord, I just don´t care. But you´ve got the love I need to see me through.

Anúncios

5 comentários sobre “Pedaços

  1. coisas da cris disse:

    Isso mesmo.
    Jogue as palavras, cuspa-as se for necessário!
    Mas não as deixe guardadas dentro de um espaço que não as pode suportar.
    Faça o que vc faz de melhor… Escreva e seja VOCÊ!
    Independente das respostas que um dia possam aparecer.
    Porque vc é mais forte do que tudo.
    Porque vc existe muito antes disso tudo.
    Porque vc viverá além ou junto com isso tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s