Chão branco

Eu sei que ela diz que está tudo bem, mas talvez não queira perguntas além do teu ombro, da tua mão vazia estendida. E eu sei que ela sabe que nem tudo é certo, que as luzes não estão acesas e nem sempre eu tenho algo de bom pra dizer. Parece que tem chovido sempre em cima dela, mas não a deixe saber, pois seu sorriso ilumina tudo e ela não percebe. Mesmo olhando fundo dos seus olhos cansados. Seu coração calejado amacia quando ela fala essa voz que só ela tem.
Ninguém gosta de ser deixado sozinho, ela não quer se decepcionar. Ela gosta de ver o pôr do sol, mas não enxerga mais além do próprio passo.
Ela caminha intocável entre a neve, passos duros sobre o chão branco, gotas congeladas que se derretem no rosto. Parecem lágrimas. Mas ela não sabe, então continua caminhando sem nada por dentro.
Parece que tem chovido sempre em cima dela, mas não conte. Ela não percebe e continua sorrindo esse sorriso grande dizendo que vai tentar.

Anúncios

2 comentários sobre “Chão branco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s