Sensorial

“Sexo é sensorial”, disse uma amiga minha.
Eu sou extremamente e completamente sensorial em todos os momentos, não só no sexo. Tenho todos os sentidos aflorados, porque me preocupo em valorizá-los e deixá-los em alerta sempre. Preciso de toque, de gosto, de cheiro, de som, de imagem.
Se vejo algo bonito, paro e olho. Se sinto um cheiro que me agrade, eu fecho os olhos. Eu me permito o momento. Gosto de abraço de olhos fechados. Sabor eu testo com a boca cheia, todas as papilas gustativas têm de estar envolvidas. E tato, pra mim,  é fundamental. É pele, é energia, é calor, é a interseção entre duas pessoas. Existe muita metafísica no toque.
Não consigo conter minhas expressões faciais, meus toques, minhas caras e bocas. E gosto quando as pessoas são assim, sensoriais.
Eu ando na rua e sorrio para os outros, preciso interagir, preciso de seres humanos. Outro dia sorri para uma menina, ela me mandou um beijo. Aqui as pessoas não entendem o sorriso incondicional, mal sabem interagir com quem conhecem.
Aliás, quando volto minha atenção ao meu sensorialismo, percebo o quanto é difícil ser assim e morar em país não-latino.

Anúncios

2 comentários sobre “Sensorial

  1. camila disse:

    Tell me about it!! Aqui, quando voce sorri pra alguem na rua, ou da um bom dia pra alguem na vizinhanca, as pessoas so faltam soltar um “why are you looking at me?”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s