Estória de meninos e meninas

Lembra do tempo em que você era menina e menino era chato, bobo e sem graça? Lembra do teu irmão, ou aquele primo mais velho, ou o vizinho mala que puxava teu cabelo, te imitava falando, conseguia tudo o que queria sem o menor charme?
Meninas eram meninas e brincavam com coisas cor de rosa de menina. Tudo bem que às vezes aparecia um menino meio esquisitinho no meio pra brincar de Barbie, mas para mim eles eram assexuados. Como anjos pink que não querem brincar de carrinho.
Menina brincava de boneca, de escolinha, de ursinho de pelúcia. Menino brincava de bola, de figurinha de monstro japonês e tinha uma coleção de carrinhos bestas e playmobils que eram todos iguais. Bonecas eram diferentes, cada uma tinha um rostinho, um olhinho que abria e fechava, uma boca pra colocar chupetae um milhão de roupinhas.  Brinquedos de menina eram mais divertidos. Fantasias de meninas tinham varinha de condão, coroa e tule rosa. Tinha príncipe encantado e cavalo branco. Tinha castelo, princesa, bruxa. Menino só tinha motor.
(Engraçado como agora me parece que homens continuam só tendo motores e mulheres continuam vivendo num universo paralelo ainda inatingível).
Mas aí vem o dia em que a menina vira adolescente, ganha umas curvas e desperta uns olhares afoitos. Experimenta o poder de seduzir. E menino desenvolve uns pelos esquisitos, uma voz meio estranha e um monte de espinha. Ganha o poder sobre a hora do banho. E sem querer querendo aquele bobalhão espinhudo enche teu estômago de borboleta, de uma hora pra outra. Mesmo que ele prefira jogar futebol e ainda te considere uma pentelha, ele simplesmente fica quase lindo. E quase interessante.
Um dia você se apaixona por um monte de menino. Aquele que é doze anos mais velho que você é o mais meninão de todos. Um dia você resolve morar com um menino! Morar com menino?? Quem inventou essa idéia?
O menino que mora na tua casa joga videogame a semana toda, morre de rir assistindo “Os Simpsons”, coleciona algumas toalhas molhadas na cama e te pede uma cerveja gelada. E a menina pink em você quer mandar ele catar coquinho, chamar ele de bobo, feio, mosquito amarelo!! Mas não. Se ele te pega daquele jeito, dá aquele beijo de tirar o fôlego e diz coisas que só você entende no seu ouvido, volta toda o universo paralelo do príncipe encantado.
E um dia a gente cresce e percebe que o universo paralelo é paralelo até demais de tão inatingível, e príncipe encantado é objeto único e exclusivo de contos de fada. E que o cara que mora com você não passa de um menino de carne e osso, com todos os defeitos daquele seu vizinho mala. Mas é um menino lindo. E tem uma pegada como ninguém, um beijo de outro mundo e diz coisas no seu ouvido que você adora… Dane-se o príncipe encantado. De cavalo branco, lindo e forte daquele jeito, com beijo encantado e bem-vestido, certeza que era gay.

Anúncios

3 comentários sobre “Estória de meninos e meninas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s