Moça da cidade

Moça de cidade grande está acostumada com trânsito, com boates, restaurantes, bares, cultura a mil por hora, teatros, cinemas, shopping centers. Moça de cidade grande vê verde na árvore da esquina, no máximo no parque – um pouquinho maior, vê vida além da humana em forma de passarinho, pernilongo e mosca. Tem tudo o que quer, anda de carro pra cima e pra baixo, faz dinheiro, academia. Como diria Seu Jorge “vai no cabelereiro, no esteticista, malha o dia inteiro, vida de artista”. Bem por aí.
Eis que surgiu a idéia de se mudar para o interior. Achou lindo, a moça da cidade. Achou que fosse ser feliz assando bolo numa terça-feira à tarde, fazendo compota de cranberries silvestres. Achou que ia ser memorável, sim – memorável, morar em terra de Rainha e ver ganso real voando no céu.
Na verdade agora a moça da cidade mora no interior, em uma cidade nem tão pequena, mas incomparável com a grandeza da cidade grande de onde veio. Diz que ainda é lindo morar em terra de Príncipe loiro. Diz que tem raposa no jardim, que dá comida pra esquilo, que vê até pato voando e jura que ele vai cair e morrer. A moça vê verde a perder de vista, tem aranha entrando em casa, acorda com o canto de passarinhos às cinco da manhã.
Moça da cidade achou que seria incrível morar com neve, mas queria neve só de um dia. Achou maravilhoso um dia que tivesse dezesseis horas de sol, mas reclamou da claridade às quatro da manhã. O canto de passarinho já virava uma putaria, e ela levantava às cinco pra espantar os corvos. Ela continua em casa, o dia inteiro, no interior da terra da tal da Rainha que não fede nem cheira. Não faz bolos porque engorda. Não faz compota porque nunca viu as porcarias das cranberries. Vai no mercado a pé porque não tem carro, caminha como uma condenada e carrega cinquenta e três sacolas. Pesadas. Não vai na esteticista nem no cabelereiro porque acha o olho da cara. Não faz a mão nem o pé há três meses. Já acha as raposas umas vadias e os esquilos uns pentelhos. Os homens são bichas, as mulheres são putas. O Príncipe loiro? É bicha. O Primeiro ministro? É bicha. O apresentador da tv? É bicha. Aquela menina ali? É puta. Xinga a ilha da Rainha, a porra da ilha que só chove. Tem certeza que o povo fez alguma merda muito grande pra merecer essa bosta de tempo. Neve? Pra puta que pariu a neve.
E porque não volta pra cidade grande? Porque o amor é cego e burro. Porque tem um príncipe melhor que o loiro, disfarçado de classe média, jogado no sofá. E por ele, ela atura até o viado do pato voando.

Anúncios

5 comentários sobre “Moça da cidade

  1. Laura disse:

    Eita colega…… o desespero subiu a serra… alias, atravessou aquele pedacinho de oceano que nos separa e chegou ai!

    eu sei que num é de rir, mas raxei o bico…… eu tambem sai de uma cidade que ta longe de ser grande como a sua, mas tava acostumada com umas coisas que por esses lados nao existem………. so num chamo o presidente de bicha pq ele casou com a cantora modelo la e fica pagando de hominho perto dela…

    ah…. aqui nao tem pato.. se tem e pior que os dai, pq os daqui num voam.

  2. Angela disse:

    hauhahauhauhua
    Só vc….

    MAs é bem por aí mesmo!!!
    No comeco, um doce sonho…(afinal visitar é uma coisa e morar é outra….), depois vem a realidade do dia a dia e a gente vê o que é bom prá tosse…
    MASSSSSSSS, a gente se acostuma………
    E depois tudo volta a ser bonito quanto antes…Bom, pelo menos comigo foi assim.
    Tudo tem o lado bom…né?
    O primeiro ano que é difícil…,depois fica mais fácil…

    bjooooooooooooo

  3. Flavia disse:

    Oi Mi,

    Eh fogo, tem dia bom e dia ruim, e quem nunca reclamou do transito, da poluicao e do povo sem educacao da cidade gde? Eu jah, mas qdo estou longe, ateh da poluicao e do barulho de sirene sinto falta ha, ha (agora nao mais, pois voltei aa cidade gde)

    Bjs

    ps- Eu gosto do Ramsey, tem um outro por aqui que me dh medo, mas acho que o Ramsey deve ser bem gente-fina.

  4. Ka disse:

    ahahahhahaa
    pq vc nao começa a fazer tiro ao alvo a começar pelos ganços reais…?
    quebra a rotina dessa cidade parada…kkkkk….
    ou entao, manda a rainha pra putaqueopa…toma a poltrona e volta a fazer as raves do fat boy nas praias dessa ilha….pra dar uma divertida nesse povo…ARMA O BARRACO! kkkkk

    *fiquei com peninha, mas to rindo mto.

  5. Nurit disse:

    Hahahahahaha! Sabe que nós pensamos MUITO em sair do Brasil, um tempo atrás. Mas eu fiquei com medo de sentir saudade deste pais que não vai pra frente, que é violento e onde nada funciona.
    Às vezes me arrependo profundamente de não ter ido. Às vezes, agradeço aos céus.
    Não dá pra ter tudo, Mi… Calma que a angústia passa.
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s