O “assunto para outro post”

Pois é, minha mamata está com dias contados. Eu vou ter que trabalhar de qualquer jeito agora.
Não dá mais pra ficar no vermelho, contando pound na hora de fazer comprar, esperando o dia “x” pra comprar qualquer coisa pra mim.
Eu saí do hotel não só porque queria tentar algo em marketing, que é a minha área, mas porque também não aguentava mais. Muitos de vocês acompanharam essa fase escura da minha vida, eu não dormia direito, só chorava, brigava com o marido e não tinha tempo para absolutamente nada. Foi um peso que saiu da minha vida (que de vez em quando dá saudades – dos bons momentos!), mas pra onde eu só voltaria em condições extremamente especiais.
Não quero mais trabalhar em hotel, principalmente por 850 libras. Não quero mais trabalhar em lugar nenhum que nunca feche. Dá pra confiar num lugar desses? Não.
Mas o que anda me frustrando muito é que essa crise por aqui tá muito feia. Eu já mandei meu currículo para mais de sessenta vagas, vagas mesmo, e não tive uma entrevista sequer. Ano passado tive entrevista na Harrod´s, no London Fashion Week e este ano, nada (não deram certo por motivos básicos, qualquer hora eu conto).
É claro que entre brasileiro e inglês há sempre a preferência pelo inglês, e com tantos deles desempregados também minhas chances são menores do que quando prestei a FUVEST. Ainda vou continuar procurando em marketing, mesmo que não seja em moda (nem tenho focado muito nisso), mas vou ter que arrumar qualquer coisa de novo. Também queria fazer um curso, mas sem trabalhar não dá. Aquela velha história “trabalhando não tem tempo, sem trabalhar não tem dinheiro”.
E, amigos, posso contar que ter que trabalhar em subemprego quando se tem qualificação, anos e anos de experiência, um currículo invejável no Brasil, não é lá nada fácil. Dá uma frustração…. Outro dia desabei em choro quando percebi que vou ter que voltar pra isso, trabalhar em turno, fim de semana, camelar por salarico… Mas não tem jeito. A gente precisa e eu não quero mais ficar sem dinheiro.
E por mais que eu esteja amando meu tempo livro, meu parkour criativo, minha vida de academia, não aguento mais ficar em casa. Diz o marido que eu tô com cabin fever, daqui a pouco eu dou uma de “o iluminado” e mato ele hahaha!
Então é isso, vamos ver o que me aparece nessas semanas! Torçam para que seja coisa boa, pelo menos!

Anúncios

4 comentários sobre “O “assunto para outro post”

  1. ligia disse:

    Mi, O QUE É DO HOMEM O BICHO NÃO COME! O QUE É SEU TÁ GUARDADO! O QUE TIVER QUE SER SEU SERÁ! e Blá Blá Blá…
    Eu nunca entendi muito bem essas frases que são ditas nas nossas horas de desânimo, porém, sempre que passei por momentos como este que vc está passando, a única coisa que passou pela minha cabeça é TENHA PACIÊNCIA. Vc sabe que o mundo está se abrindo pra vc, um mundo novo (vc sabe do que estou falando), portanto, amiga… explore isso!!! Vc tem um dom!!!! As borboletas estão vindo passear no seu jardim! Mas não custa ir atrás das mais raras, vc vai conseguir! Tenho certeza de que a fase que está se iniciando neste mês vai ser uma GRANDE ETAPA na sua vida! Acredite!!!!!!! Iluminaaa a gente com as suas palavras, mulher!!! Quero ver mais textos seus, publicados e mais mil lugares, livros, jornais, revistas etc… por favor, hein! To esperando.
    Te amo.

  2. Hilda Knee disse:

    Oi Mi,
    Sei bem o que vc esta falando. Eh frustrante. Minhas amigas brasileiras 99% estao em subemprego, mesmo com otimas qualificacoes. Eu ate pensei nisso… mas nao sei nao. Eu senti as coisas um pouco melhores, pois vejo mais vagas e vou a mais entrevistas. Ja fui para 3 finais, mas nao consegui a vaga.
    Agora que voltei a ter internet em casa tenho que “rebolar” e comecar a procurar emprego novamente.
    Forca na peruca!
    Bjs

  3. Anathalia disse:

    Realmente a situação não está brincadeira. Tomara que você consiga logo um trabalho bacana, mesmo que não seja exatamente no que você quer. Vou torcer! Um beijo!

  4. Flavia disse:

    Oi Mi, espero que arranje algo logo, logo. Olha, o Paul eh ingles e estah desempregado a mais de 1 ano, nao estou falando para desanimar, mas soh para lembrar que a crise estah dificil para todos, nao soh para estrangeiros.
    Sei muito bem da sua frustracao, pois eu com meu curriculo arranjei um emprego ano passado como se eu estivesse comecando do 0, como se nao tivesse um MBA, como se nao tivesse 15 anos de experiencia internacional e nem um diploma Suico, mas agora acho que as coisas comecaram a se encaminhar, jah consegui a minha primeira promocao e sei que outras virao. Sabe, da um gostinho a mais, se eh irritante saber o que vc jah fez, do que vc eh capaz e saber que nao estao dando valor, da vontade de gritar e chacoalhar essas pessoas, sim, muito, mas infelizmente eh o mundo onde a gente vive hoje, essa economia estah uma merda.
    O importante eh nao desistir (o que eu sei que vc nao fez), nao deixe aquela vozinha na sua cabeca comecar a te deixar para baixo, aqui em casa eh o Paul, eu tenho que lembra-lo de vez em quando que ele sempre teve muita alto-estima e que ele nao deve abaixar a cabeca.

    Bom, desculpa a redacao que acabei de escrever, mas “in summary”, vai fundo, daqui a pouco as coisas vao comecar a melhorar e vc vai ter o emprego que vc quer. POr enquanto faca o que der para te manter ocupada ou para vc ver o dindin entrando na conta, jah ajuda…

    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s