De que lado você samba, você samba de que lado?

Você samba pra frente que nem carioca ou pra trás, como baiano?

Eu sou total São Salvador….

Anúncios

Big British Sunday

Ontem assisti um programa na Tv muito engraçado, uma sátira do típico domingo inglês. E, principalmente, o fato das pessoas reclamarem hoje em dia por aqui que tudo abre no domingo e elas não podem ter mais seus dias de ócio… E o melhor de tudo foi a frase final do locutor “We are British… the number one in the world of being bored and slightly miserable!!!”*
Me matei de rir. Ainda bem que eles reconhecem!!

* “Nós somos Ingleses! O povo que mais fica sem nada pra fazer e levemente deprimidos!”

Fotos abduzidas

E parece que todas as fotos do Brasil, que eu gravei num dvd, simplesmente desapareceram. Não sei como, não apaguei, e tenho certeza absoluta! Tô bem chateada com isso…

Quiz

Recebi por email e gostei!

O que não sai da sua tv: DVD “Coisa de Jorge”… adooooro!

O que não sai do seu ouvido: Roberta Sá e a minha Ipod!

Lugar mais impressionante que já visitou: A casa de Anne Frank, em Amsterdam

Uma lembrança de infância: Tardes na casa da vovó e o cheiro de café coado em coador de pano… saudades!!

O que não falta na sua cozinha: Ervas, temperos, tomate!

Uma amizade de mais de dez anos: São algumas, graças a Deus! Kátia e Thais (15 anos), Cris (10 anos) e, claro, minha irmã e a Carol desde sempre!

O seu emprego dos sonhos: Qualquer coisa em que não tivesse muito o que fazer, ganhando rios de dinheiro e em algum ou alguns lugares paradisíacos…

Quem mais te conhece nesse mundo: Quite a lot of people! Carol, Ká, Mamãe, David, Verônica.

Primeiro amor: Aaaai não me lembro!!! Será que foi o Jon Bon Jovi??? Hahaha!

Amigo de infância: Kátia e Thaís (de adolescência… de infância tenho contato com alguns, mas infelizmente não são mais tão presentes)

Adolescência: Um época estranha…

Um lugar no mundo: Brasil!

Uma viagem inesquecível: Disney, com quase toda a família!

Praia: Morro de São Paulo, Guarujá e qualquer uma de Floripa!

Campo: Interior da Inglaterra;

Cidade: São Paulo, Rio e Barcelona.

Medo: De avião (!!!!), e de perder alguém inesperadamente…

Vício: Meios de comunicação. Clarice Lispector.

Superação: Meu relacionamento.

Dúvida: Sempre existem… se não existissem, estaria morta!

O que é constante: Saudade.

Mania: Falar sozinha, cantar alto e sambar na sala.

Um homem: Meu avô.

Uma mulher: Minha mãe.

Um animal: Billy. Cachorros.

Música pra relaxar: Jack Johnson.

Música pra dançar: Samba!! Ou Samba Rock!

Mais amigos ou mais amigas? Mais amigas! Girls just wanna have fun!

Te tira do sério: Falta de respeito, principalmente com idosos!

Alguém que queria ter conhecido: Conheci, mas por pouco tempo… meu pai.

Um sonho de consumo: Um Corvette vermelho e uma cobertura de vidro.

Orgulho: De sempre seguir meus instintos… e de ser Brasileira!!

Time: São Paulo

Último Cd que comprou: Roberta Sá

Último livro que leu: tô lendo “O livro dos Espíritos”, de Alan Kardec

Momento de paz: Yoga

Algo de hoje, pra se lembrar amanhã: “Seja feliz e positivo, mesmo que o dia não te prometa nada de novo…”

Deus manda

Um comecinho de um dia cinzento sem promessas nenhuma, uma chuvinha fina lá fora. Algumas horas pra ter de sair e trabalhar a noite toda.

Um dvd, uma televisão, um Jorge Aragão, e palavras pra mudarem totalmente o olhar pra um dia como este….

“Deus manda, Deus manda
Na hora que mais se precisa

A luz pra acender minha alma
a cura da dor num lampejo
Todo perdão que me salva
Olhos pra quando eu não vejo

Se eu me sinto sozinho
Ele vem em segredo
e me faz passarinho
pra que eu não mais tenha medo

Deus manda, Deus manda
Na hora que mais se precisa

A luz pra acender minha alma
a cura da dor num lampejo
Todo perdão que me salva
Olhos pra quando eu não vejo

Paz que ameniza meu pranto
Força da minha emoção
Dengo pro meu desencanto
amor pro meu coração

Foi na vontade de ver
A mão divina tocar
No meu tormento o sofrimento estancar
Vi mudar o meu querer
A fé não mais vacilar
e descobri o bem q tem recomeçar

Deus manda, Deus manda
na hora que mais se precisa.”

(Jorge Aragão)

Fiquem com ELE.

Em choque

Eu cheguei hoje em casa de um dia lindo de sol, procurando emprego, maquiagem feita na Benefit de graça, cabelos esvoaçante ao vento quentinho, me sentindo magra, linda, poderosa e com um futuro lindo pela frente.
Até que o David me solta a bendita frase… “você viu o que aconteceu hoje, babe?” Achei que ele fosse falar de mais algum escandalo político por essas bandas (sim, aqui também tem), ou da Susan Boyle ter sido levada pra um manicômio, mas não. Ele solta uma tal história de um avião que sumiu entre o Brasil e Paris.
Meu queixo caiu até o chão, ele sabia da estória por cima. Larguei a bolsa no sofá e entrei na internet. Meus olhos não puderam conter as lágrimas que borraram toda a maquiagem da Benefit. Mais um acidente aéreo no Brasil, meu Deus! Não é possível!
Enfim, por enquanto ainda ninguém sabe o que aconteceu com o vôo da Air France. Talvez na hora em que você estiver lendo esse post já tenhamos alguma notícia.
Não contei pra vocês, mas assim que cheguei aqui, terça feira passada, de TAM, São Paulo-Londres, eu estava um caco. Disse pro David que não tinha pregado o olho a noite toda, mesmo tendo duas poltronas vazias do meu lado, onde pude me esticar. O motivo dessa inquietação toda foi uma turbulência horrorosa que eu peguei, a noite toda sobre o Atlântico. Eu fechava o olho, vinha o apito do cinto. Eu chegava num soninho alfa, o avião dava umas chacoalhadas que eu só dizia “Minha Nossa Senhora”. Foi arrepiante. E olha que já peguei bastante turbulência antes…
Lembro de tentar dormir e rezar todas as orações que conhecia, até umas esquecidas no fundo da mente, da época do catecismo. Lembro do avião dar umas caídas num vácuo que eram de perder o fôlego. Lembro de, morrendo de sono, acordar numa dessas e pensar “ai Nossa Senhora, não aguento mais rezar…. já rezei tudo o que tinha pra rezar, se não me proteger agora, não tem mais nada que eu possa fazer”…
E antes de eu embarcar nesse vôo, teve um vôo da Tam que ia pra Paris e foi cancelado. E a equipe de terra da TAM tava muito agitada… eu tava na fila pra embarcar só tentando entender porque o tal vôo de Paris foi cancelado e porque eles estavam colocando o povo do outro vôo no meu vôo. Os coitados que iam pra Paris não recebiam uma resposta… era “o vôo foi cancelado, o senhor vai ter que ir pra Londres”. E ponto final.
Deu aquele medinho básico de “o que que tá rolando, meu!”. Mas no fim, só fui meio que entender quando cheguei aqui.
Quando liguei pra minha mãe  e minha irmã disse que não tinha dormido nada no vôo por causa da turbulência. E elas falaram “você viu?” E eu não tinha visto nada. E elas continuaram… “um vôo vindo sei lá de onde, da TAM, passou por uma puta turbulência, o povo bateu no teto e tal…. pousou em São Paulo às 20h”.
Aí que me deu um estalo… meu vôo foi às 23:30, então pode ter sido que o vôo cancelado pra Paris fosse usar ou o mesmo avião, ou a mesma tripulação. Não sei, não vou saber nunca. Mas que devia estar relacionado, devia.
Agora esse de hoje gente, são dois incidentes em uma semana. E eu voei na Segunda passada. Fiz o mesmo trajeto. E era pra ter sido de Air France, se não fosse a minha mãe querer milhas. Sei que não tem nada a ver, passam vários aviões na mesma “estrada” todo dia…. mas dá um frio na barriga.
Eu só tenho que rezar e continuar lendo “O livro dos espíritos”, do Kardec. Quando é a hora, é a hora. E se for, não tem nada que a gente possa fazer…
Ainda tem uma esperancinha no meu coração de que esse avião esteja pousado em alguma ilha paradisíaca, todo mundo de colar havaiano, bebendo água de côco… quem sabe…