Prêmio

Fala se eu não mereço um!!! Um frio do cão e eu caminhando vinte minutos sob uma temperatura de três graus, só pra chegar aonde: na academia!!! Achei que fosse congelar no meio do caminho e ficar por lá!
E o meu prêmio de agora vai ser… nada de chocolate! Uma bela e quentinha sopa de legumes! E não me desanimem, preciso eliminar as bordas recheadas!!!!!!

Anúncios

O sol cansado

São quase onze da manhã. O sol tá escondido como se ainda fosse sete horas. Mesmo que não houvesse nenhuma nuvem no céu, o brilho dele seria fraco, como um fim de mundo.
A grama no jardim ainda está congelada, branca de geada, resultado dos três graus negativos da noite passada.
Nas árvores, poucas folhas resistem agarrando-se aos galhos como se não admitissem o fatídico destino.
Os pássaros estão calados, os esquilos eu não vejo há semanas. O sol, o sol está querendo hibernar.
Se você não entende o que eu estou tentando dizer, imagine um dia de chuva no Brasil. Um pedacinho de sol atrás das nuvens cinzentas, esse é o máximo de brilho do sol de hoje.
Um quase escuro para uma manhã, dá pra jurar que tem alguma coisa errada. É, ele chegou.

No inverno daqui o sol nunca chega a pico. Ele caminha numa linha horizontal, na posição onde no Brasil estaria às cinco da tarde.  O sol está sempre do lado, fraco, cansado.

Novo blog!

O Passaporte Carimbado tá criando vida!!! Clique no link para visitá-lo!!!

PASSAPORTE CARIMBADO

Terra gelada

E o frio chegou com tudo desse lado da bolinha. Hoje, em Reading, a máxima foi de DOIS GRAUS POSITIVOS.
Trabalhei das 9 às 17 hoje, fiz treinamento em Reservas. Quando estava a caminho do ônibus, só black ice no chão (é uma camada de gelo que não aparece, e pode te dar um tombo daqueles!). Os carros todos cheios de gelo.
Daquele frio que dá dor de cabeça, arde o rosto, e você quer virar um avestruz e enfiar o nariz em algum lugar.
A salvação do dia? Tem umas panelas no fogão me esperando: feijão preto com paio, arroz branco e couve!!! Nada como comfort food pra espantar o frio!!!!

Uma noite de futebol

Ontem teve futebol no estádio. Dezesseis mil hooligans (hohoho)!!! Sério, dezesseis mil pessoas.
Considerando que o hotel é praticamente o puxadinho do estádio dá pra imaginar a minha noite né! Busy!
Fiz check in de três portugueses, o que foi bacana. Pra dizer a verdade, a noite foi bem engraçada.
Chegou um hóspede, um tal de Mr. Harding, gatinho até, meio calvo. Fiz o check in do cara, e ele todo cheio de graça. Começou a flertar e eu queria um botãozinho que destarrachasse as bochechas que já estavam roxas. Ele me olhava com um olhar profundo, tipo “vou ser sexy”, um sorrisinho malicioso, e dava umas piscadinhas entre as minhas perguntas que eu quis me virar do avesso! Até me desconcentrei!!!
Aí, até hoje de manhã foi assim, até ele fazer o check out… só nas piscadinhas!
Como se não bastasse tem um cidadão que se hospeda lá toda semana. Ele já sabe meu nome e eu o dele, é Mr. Parmar e pronto. Ele chega eu digo “bom dia Mr. Parmar, boa noite Mr. Parmar, como foi seu dia, blablablablabla”.
Ontem eu fiz o check in dele. Ele subiu e depois de um tempo ligou perguntando alguma coisa. Eu atendi “Hello Mr. Parmar!”. Eu disse que mandaria o que ele queria para o quarto dele (um kit de shampoo). Aí ele solta a pérola: “Milena, sabe quando você me chama de Mr. Parmar? (Hmhum…) Então, meu nome é Nitaish, mas pode me chamar de TASHA. (kkkkkkkkkkkk). O queeeeeeee!!!!! Tasha????
Bom dia Tasha, boa noite Tasha?????? Imagina se o gerente do hotel me pega chamando o hóspede de TASHA!!! Vai ser no mínimo duvidoso. Eu não conseguia parar de rir. Ah, vai, alguém diz pra ele que Mr. Parmar é mais bonitinho!!!!!!

Susto

1238717_us_incendio_brasil_300_400

 

Essa foi uma das fotos que eu recebi com um dos links de websites. E isso me abalou de um modo que vocês nem podem imaginar. A princípio é mais um incêndio, em mais um prédio, em São Paulo. Mas agora considere que naquele mesmo andar, aquela janelinha diretamente oposta à que está em chama, do lado esquerdo da foto, é meu quarto no Brasil.
Esse incêndio foi no apartamento da minha vizinha, sexta feira à noite. Levou três horas pra ser controlado.
Minha mãe me contou no sábado, ela estava pra sair em dez minutos de casa e meu cachorro teria ficado sozinho. Minha mãe, que até este momento estava na sala, a janela do meio à esquerda, foi literalmente evacuada de casa.
E graças ao meu bom Deus, por algum motivo ela não saiu antes. Depois de horas de incêndio, meu apartamento estava negro. Cheio de fuligem, fumaça e enxarcado de água.
E eu só penso no que teria sido do meu cachorro se tivesse ficado sozinho lá, sem ninguém pra tirá-lo de dentro.
O susto passou, ninguém ficou ferido… mas sinceramente, esse não é o tipo de foto que você quer ver em links como globo.com, ig, ou no plantão do SPTV.